top of page

Textos

Abertura

Parto. 

Nossa porta pro lado de fora. 

Momento do primeiro respiro.

Na astrologia, o primeiro respiro, momento em que se registra a hora de nascimento da criança vinda à vida,  é também como o ascendente. 

Ascender: estar tomando luz, aparecendo aos poucos, vendo o mundo pela primeira vez, como o sol ascendendo, nascendo na terra. 

Mulheres na astronomia

Antes de Hypatia, ainda mais antiga, é En - Hedu - Anna/Enheduanna: poeta e astróloga babilônica, nascida na mesopotâmia (atual Iraque), de 2.285 a.C. Escreveu suas observações em tábuas de pedra, além de poemas, tanto políticos, sobre questões socio-culturais, quanto evocativas, religiosas, era sacerdotisa de Inanna (deusa-lua). Observou e escreveu sobre as estrelas. Já há cinco mil anos atrás, assinou seu nome, dando autoria aos poemas, às observações. 

Registro da lua

A lua é esse satélite-astro mais próximo do nosso ponto de vista, da terra. Como muitos sabem, a dança dela com nosso planeta gera muitos movimentos magnéticos, modifica as marés, organiza o recebimento de luz noturna para as plantas e para os que se aventuram andando na noite. É guia, tanto pela luz, quanto pelo ritmo. Oferece uma organização, ciclos muito dela, singulares.  É sobre isso: o ritmo. Os ritmos dos sonos, os ritmos diários, do nosso cuidado, dos nossos passos, da nossa dança mais própria, íntima.

Poesia

Livro Máquina Orgânica

Screen Shot 2020-12-22 at 12.15.43.png

Máquina Orgânica é o primeiro livro de Anna Vis, com poemas escritos entre 2017 e 2019. A capa é desenho de Bruna Diniz. Dentro dele, mais três ilustrações de Bruna dividem as sessões do livro em corpo-sal, espírito-mercúrio e alma-enxofre. A contra-capa  foi desenhada por Lupita.

*

O livro tem poucas unidades disponíveis pra compra pelo site da Editora Primata e pela Amazon. Para comprar na Editora Primata ou na Amazon é só acessar os sites:
 

bottom of page